A ideia da HP é que a impressora substitua outras técnicas de produção na confecção de componentes e peças (inicialmente de aço inoxidável) usados na montagem final de produtos ou estruturas.

Disponibilidade

A Metal Jet deve ser usada em setores como o automobilístico e de dispositivos médicos, e parcerias com marcas como a Volkswagen já estão confirmadas.

As primeiras fábricas devem receber a impressora 3D de objetos de metal já em 2018, mas as entregas serão graduais e modelos devem ser entregues até 2020. A partir da primeira metade do ano que vem, arquivos em 3D já podem ser enviados para o serviço de produção da Metal Jet, que deve trabalhar como grandes quantidades já no início do serviço, mas não deve suportar todos os formatos e tipos atuais de arquivo. O modelo deve girar em torno de US$ 400 mil.

Fonte HP

Share This